O Jornal do Poder

25/05


2010

Dilma diz que é possível cortar custeios

A segunda pergunta foi sobre cortes dos gastos. Ela disse que os cortes tradicionais de custeio sem olhar a quem - aí incluindo salários - não pode ser feita de forma açodada. Disse também que não se pode tirar do custeio para o investimento, ''mas é irracional um ministério que cuida de combustíveis não ter engenheiros. Já fizemos cortes irracionais, mas porque não tínhamos para onde correr'', afirmou. É possível cortar custeio, desde que não inviabilize investimentos''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Potencial Pesquisa & Informação

25/05


2010

Dilma diz que prioriza reforma tributária

A primeira pergunta de jornalistas foi sobre reforma tributária. Ela disse que vai priorizar o tema, se eleita, nos primeiros 100 dias do seu governo. "Temos que fazer a reforma tributária junto com reformas estrututurais, de forma que possamos levar o País ao crescimento", disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ricardo antonio ribeiro de carvalho

MENTIROSA. LÁ SE VÃO 8 anos do governo Lula e nada de reforma. O Brasil precisa urgentemente de uma reforma moral.


Banco de Alimentos

25/05


2010

Dilma começa entrevista

Dilma está sendo esperada para uma entrevista coletiva. Enquanto isso, José Serra já começou a ser sabatinado pelos empresários, mas sem o acompanhamento da mídia, porque cortaram o som do telão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2010

Dilma: "Rompemos anos de estagnação"

Em sua fala final, a pré-candidata do PT,  Dilma Rousseff, parte para o ataque contra a gestão tucana (1995-2002). "Rompemos anos e anos de estagnação, desemprego e desigualdade." Agora, quem será sabatinado é o candidato do PSDB, José Serra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2010

Dilma erra números do governo passado

Dilma se equivocou ao falar sobre os números do governo Fernando Henrique quando falou da rede ferroviária nacional. Confundiu 170 quilômetros com cerca de 256 quilômetros de novas linhas ferroviárias.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2010

Dilma fala em apagão no planejamento

Paulo Safady Simão, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, foi o segundo empresário a questionar Dilma sobre os problemas de infraestrutura. Em resposta, a petista disse que havia um "apagão de planejamento" no país quando o PT assumiu o governo. "Não vou ficar falando sobre o apagão de planejamento, de projetos, que havia no governo. Nós superamos uma parte importante desses gargalos", disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2010

Dilma: "Situação tributária é caótica no País"

Aguinaldo Diniz, presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT), foi o primeiro empresário a fazer pergunta a Dilma. Ele questionou a carga tributária "asfixiante" e reforma tributária. Dilma disse que a "situação tributária no país é "caótica" e acrescentou: "Nós tentamos várias vezes encaminhar projetos de reforma tributária, mas a situação tributária é caótica. É caótica porque se sobrepõem legislação, níveis de incidência de impostos".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2010

Dilma: "Piso no Brasil tem que ser o da classe média"

Dilma fez mais uma promessa na fala ao empresariado na sede da CNI:"Sou a favor de ter um ministério específico para micro, pequena e média empresa do país." A petista também voltou a prometer a erradicação da pobreza extrema. "O piso da renda no Brasil tem que ser o piso da classe média. Por fim, afirmou que o Brasil vai "transitar de nação emergente para uma nação desenvolvida". "Nosso compromisso para isso deve ser a erradicação da pobreza", defendeu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

Serra é de +

adelson w. souza

despçeito.bem que vc.queria um bode rouco daquele.vê lá se lula vai trocar a gata leticia,por uma coroa rodada,com alta kilometragem.......

uilma

DILMA FALA MELHOR QUE LULA, LULA PARECE MAIS UM BODE ROUCO.



25/05


2010

Dilma: "Respeitar os contratos foi maturidade"

Na sua fala, a ex-ministra da Casa Civil afirmou que nos sete anos e meio em que esteve no governo, deu demonstração de "maturidade" ao respeitar os contratos firmados pelo Executivo. "Muitas vezes não concordávamos com os contratos, mas respeitamos todos." Dilma falou também em economia do conhecimento: "Para ingressar em definitivo na economia do conhecimento, temos de apostar de forma decisiva na formação de engenheiros, matemáticos e físicos. Não há inovação sem eles", afirma Dilma a empresários. Acompanhe ao vivo a sua fala na postagem das 10h23 ou clique no banner Web Rádio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2010

Dilma faz discurso em cima do seu slogan

A candidata governista, em fala dirigida aos empresários na sede da CNI em Brasília, deixa escapar uma similaridade entre o discurso e o slogan da pré-campanha. Ela afirma que o momento é de "consolidar conquista e avançar". O seu slogan é "Brasil já encontrou o rumo certo. É hora de seguie em frente e acelerar". Na postagem do horário das 10h23m você acompanha o debate ao vivo na CNI ou se quiser ouvir, clique no banner Web Rádio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/05


2010

Dilma sinaliza para queda de juros

Primeira pré-candidata a falar no debate da CNI, a petista Dilma Rousseff enfatiza que o Governo Lula fez uma política bem sucedida na área econômica, que combinou aceleração do crescimento e redução real da taxa de juros. ''A taxa é alta ainda, mas demonstra trajetória de queda que mantém a sustentabilidade'', disse. Vá até a matéria postada no horário das 10h23 e acompanhe o debate ao vivo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

adelson w. souza

pôxa que velha despeitada.

uilma

Estou acompanhando pelo g1, Dilma está arrumada.



25/05


2010

Dilma: Brasil vive era de prosperidade

Na sua fala ao empresariado nacional, em evento que ocorre neste momento na sede da CNI, a pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, diz que o Brasil vive uma era de prosperidade e  rasga a seda para as políticas macroeconômicas do governo Lula, destacando três pontos: 1) controle da inflação, com política de metas; 2) robustez fiscal, por meio de câmbio flutante e acúmulo de reservas; 3) equilíbrio fiscal, por meio de uma diminuição do endividamento público e política de superavit primário. Acompanhe o debate ao vivo aqui no blog em link que está na matéria postada às 10h23m.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha