FMO janeiro 2020

14/08


2013

Rebelião dos senadores contra jornalistas do Senado

 O Senado se rebelou ontem contra os assessores que dirigem a TV Senado. Estes decidiram reprisar as sessões da Casa depois da meia noite, exibindo no horário nobre programas estrelados por seus jornalistas. Roberto Requião perguntou: “De quem é a TV? É dos jornalistas que nela trabalham?”.

Pedro Taques sentenciou: “não cabe a eles decidir o que será transmitido”. Randolfe Rodrigues definiu: “impensada decisão”. Álvaro Dias protestou: “não é de madrugada que a população poderá nos fiscalizar”. Paulo Paim resumiu: “Jogar para depois da meia-noite? Aí, não dá!”. Eles querem que a Mesa coloque ordem na TV institucional do Senado e dos senadores.(Ilimar Franco - O GLOBO)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Elisabete Aprigio de Sá

Isso parece medida de Ditadura Comunista. Votam as coisas do interesse deles às escondidas. Depois de meia noite? Coisa de gente covarde.


Prefeitura de Serra Talhada

14/08


2013

Lula: ''''Fico p... da vida porque políticos não reagem à imprensa''''

Em discurso em prol da candidatura pela reeleição do presidente do PT, Rui Falcão, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva demonstrou nesta terça-feira irritação com a apatia da classe política frente às críticas da imprensa. Para ele, político honesto deve ser “combativo”.

“A imprensa fica 24 horas por dia esculhambando com o político. Eu fico puto porque os políticos não reagem, fico puto da vida porque eles ficam tão quietos enquanto eles (imprensa) ficam xingando a classe política”, afirmou o ex-presidente a correligionários. “Não é aceitando que eles estão certos pura e simplesmente, não”, acrescentou, dizendo que não quer “formador de opinião ditando regra”. (Portal Terra - Diogo Alcântara)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Elisabete Aprigio de Sá

Lula você devia querer que se calasse a Falta de vergonha sua e de seus assessores, em querer que a imprensa só diga e escreva o que for de seus in teresse, ou seja, o que possa deixar você continuar a nos roubar. Chega!


Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

14/08


2013

Novo julgamento de mensaleiros: possível mas difícil

 Nas contas de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e de alguns dos advogados que atuam no processo, a possibilidade de a corte aceitar um novo julgamento do mensalão, embora possível, é hoje mais remota do que era no começo do mês. As atenções estão centradas na ministra Cármen Lúcia. Até então tida como voto favorável aos réus, ela estaria dando sinais de que pode se alinhar ao lado contrário.

O voto da ministra teria peso especial, pela capacidade que ela tem, na leitura dos mesmos magistrados, de influenciar as decisões da ministra Rosa Weber. Caso as duas, até então tidas como favoráveis a um novo julgamento, decidam contra a reabertura do caso, se somariam aos três ministros já contabilizados como contrários: Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes e Luiz Fux. (Mônica Bergamo - Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

ESSE JULGAMENTO VAI PASSAR PARA A HISTÓRIA COMO A MAIOR VERGONHA DA NAÇÃO.E QUEM SERÃO OS RESPONSAVEIS?


Banco de Alimentos

14/08


2013

Aécio, o ''Narciso'' Serra e o muro do DEM

 Os aliados do candidato do PSDB estão saboreando o desempenho de Aécio Neves no Datafolha e a contestação de José Serra. Avaliam que os fatos tem seu lado positivo: baixaram a crista dos tucanos e cacifaram os aliados. Possessos com Serra, os aecistas dizem, com ironia, que todas os dias ele deve cantarolar verso de Caetano Veloso: “é que narciso acha feio o que não é espelho''.

A cúpula do DEM não pretende enquadrar a governadora Rosalba Ciarlini (RN). A posição dela é a seguinte: se a presidente Dilma estiver bem ela anuncia seu apoio, se estiver mal ela segue o partido no apoio ao tucano Aécio Neves.  (Ilimar Franco - O GLOBO)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/08


2013

Acuado, Alckmin diz que houve cartel em outros estados

 Acuado por denúncias de que um cartel agiu em licitações de trem e metrô em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse ontem que a prática se repetiu em outros Estados e anunciou que processará a Siemens.

"Quero recomendar aos meus colegas governadores e ao governo federal --porque não houve cartel só aqui em São Paulo-- uma investigação rigorosa quanto a transporte e energia, para que nenhum ente federativo seja lesado por conluio entre empresas", declarou Alckmin.

O tucano citou a compra de trens feita pelo governo federal para Belo Horizonte e Porto Alegre. Segundo o governador, um mesmo consórcio atuou nas duas concorrências, invertendo apenas a liderança em cada uma. (Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

antonio carlos cisniros sampaio

não filha ele não sabia estava em segredo de justiça e o pt armou essa para cima dele mais a prova e que ele reagi o e proseçou a empresa, agora veja se lula, tem coragem de processar a namorada dele

Elisabete Aprigio de Sá

Isso é realmente Atestado de ladrão e ladrão duas vezes porque sabia e sabe de todas as manobras desonestas em outros Estados e ficava de bico calado. É um corrpto mesmo.


O Jornal do Poder

14/08


2013

Lula compara PT a filho, e que errou ao crescer

 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comparou, nesta terça-feira, o PT a um filho, mas admitiu que ao crescer ele faz “coisas que a gente não gosta que faça”. Lula, no entanto, preferiu não comentar a segunda etapa do julgamento do maior escândalo partido do partido (e do seu governo): o mensalão.

“Quando começa a andar, fica adolescente, fica adulto, a gente vai vendo que ele vai ficando dono do seu nariz e vai fazendo coisas boas e coisas que a gente não gosta que faça. Mas o que é importante é a gente ter em conta que o PT continua sendo um grande partido”, afirmou o ex-presidente, pouco antes de chegar a um evento de campanha para a reeleição de Rui Falcão no comando petista, em Brasília.
 
“Acho que com os erros que o PT comete ou que vai cometer ainda e que já cometeu, são lições para que a gente acerte cada vez mais”, acrescentou Lula. (Portal Terra)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

COM UM DIRIGENTE CHEFÃO DE QUADRILHA DA TUA ESPECIE O Q SE PODIA ESPERAR NOJENTO ASQUEROSO.OS APOSENTADO Q O DIGA A ESPECIE DE MALVADO FOI DURANTE TEU MALDITO GOVERNO.

jose antonio

esse filho da puta pensa que agente e besta o filho dele e milionario por causa do irmao pt e os dois filhos dele sao ladroes ensinados por ele esse porra era pra ta preso ha muito tempo devolve o dinheiro de portugal ladrao safado manda rose e buscar

antonio carlos cisniros sampaio

lula e o pai do pt, agora ta o pai ta o filho aja desonesto corupto nesta geração

enoque viana de oliveira filho

Esse menino levado devia está na Fundação Casa.

BARTOLOMEU BUENO JOSE DE ALBUQUERQUE LINS

Palavras sábias essas de Lula. Assim ele se apresenta como um político que justifica a sua trajetória bem sucedida. Segundo Sócrates, o mais sábio dos homens é aquele que reconhece que nada sabe. Segundo a filosofia pura é reconhecer que todo mundo comete erros. Isso é uma grandeza de espírito.



14/08


2013

Eleições gerais de seis em seis anos, quer o Senado

 Em paralelo ao debate comandado na Câmara pelo grupo de trabalho da reforma política, o Senado começou a resgatar algumas propostas de mudanças no sistema eleitoral que tramitam na Casa.

Uma delas e a que propõe realizar eleições gerais a cada seis anos, nas quais os eleitores escolheriam de uma vez só o presidente da República, governadores, senadores, prefeitos, deputados federais e estaduais, além de vereadores.

A proposta, do senador Romero Jucá (PMDB-RR), prevê alterar inicialmente para seis anos os mandatos de prefeitos, vices e vereadores eleitos em 2016. As primeiras eleições ocorreriam somente em 2022, sendo que presidente, governadores, senadores e deputados seriam eleitos para mandatos de quatro anos.(Blog Poder Online - Clarissa Oliveira)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/08


2013

Uma dúvida, uma resposta

CARLOS BRICKMANN

 Trem-bala e caças supersônicos. Há algo que ande mais devagar neste país?

Há: investigações sérias sobre corrupção em geral. A Petrobras comprou uma refinaria em Pasadena, EUA, é acusada de ter pago muito mais do que o preço de mercado, e há meses conversa-se sobre o tema - só se conversa. Há também o depoimento de um ex-funcionário da Petrobras, João Augusto Henriques, sobre um esquema de corrupção que alimentava o PMDB. E, é claro, não pode ser investigado: o PMDB está no poder onde quer que haja poder, aliado aos mais diversos partidos. A ninguém interessa seguir o fio das investigações. Sabe-se lá onde este fio pode chegar?

A mesma coisa ocorre com o caso Siemens - Alstom, que envolve formação de cartel para venda de serviços e equipamentos ao Metrô e aos trens urbanos de São Paulo. Acontece que as duas empresas vendem para o país inteiro, para governos de partidos diversos (por exemplo, a Alstom fornece turbinas para a usina de Belo Monte, obra federal). Fazer carnaval, tudo bem: cada partido acusa o outro de corrupção, ameaça convocar CPIs, distribuir dossiês, revelar tudo sobre a ladroeira alheia.

Mas investigar a sério é outra coisa: sabe-se direitinho aonde pode chegar o fio das investigações. E sabe-se que dá choque.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/08


2013

TRT-SP susta demissão de 71 jornalistas da Abril

 O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo suspendeu na sexta-feira (dia 9) a demissão de 71 jornalistas da Editora Abril. A decisão foi tomada após o fracasso de uma negociação de conciliação entre a empresa e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo.

A multa para o caso de descumprimento da decisão judicial é de R$ 50 mil ao dia, a ser revertida para o Hospital São Paulo, o Hospital das Clínicas e a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. No dia 1º de agosto, a Abril anunciou uma reestruturação dos seus negócios, com a extinção de quatro revistas -Alfa, Bravo!, Gloss e Lola- e o portal Club Alfa. Procurada, a Abril não quis comentar a decisão judicial.(Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/08


2013

Derrota de Dilma: Orçamento Impositivo aprovado

 De nada adiantaram os apelos dramáticos da presidente Dilma Rousseff e de seus articuladores nos últimos dias. Sem acordo com o Palácio do Planalto e impondo uma pesada derrota a presidente, partidos da base, como PMDB e o próprio PT, que liberou a bancada, decidiram ignorar as negociações e aprovaram, na noite desta terça-feira, na Câmara, o chamado orçamento impositivo, sem vinculação de 50% para a saúde, como queria Dilma. Foram 378 votos a favor e 48 contra, além de 13 abstençõe.

Pelas novas regras, o governo será obrigando a pagar as emendas individuais parlamentares, no valor equivalente a 1% da receita corrente líquida, correspondente a R$ 6,8 bilhões a valores de 2013 ou R$ 6,2 bilhões a valores fechados de 2012. De O GLOBO - Isabel Braga e Cristiane Jungblut)

Clique aí e leia mais:  Câmara aprova texto original da PEC do Orçamento Impositivo


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha