FMO janeiro 2020

30/08


2010

"Minha Casa Minha Vida" demora a atender os mais pobres

Um dos programas mais usados pela candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, como bandeira de suas realizações, o Minha Casa Minha Vida tem dificuldades em atender as famílias com renda de até três salários mínimos, faixa em que se concentram 90% do déficit habitacional do Brasil, de acordo com informações do Estadão.

Dados da Caixa Econômica Federal mostram que, até 31 de julho deste ano, apenas 3.588 casas foram entregues a famílias com esse perfil. Das 604 mil unidades contratadas até essa data, 275 mil atingem a faixa mais baixa. Já para aquelas famílias com renda entre três e dez salários, foram entregues 149 mil unidades.

O vice-presidente de governo da Caixa, Jorge Hereda, admite que o programa não teve como foco principal, nessa primeira fase, as famílias de baixíssima renda. "A faixa de zero a três salários é importante, mas tem uma parcela significativa de famílias com 3, 4 e 5 salários mínimos que precisavam desse acesso também", diz Hereda.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Detra maio 2020 CNH

30/08


2010

Cúpula do PSDB faz pressão para alterar marketing de Serra

 Integrantes da cúpula do PSDB reclamam da falta de coordenação política da campanha presidencial e defendem que é preciso recuperar com urgência o eleitor classe média das grandes capitais, de acordo com o portal Terra.

Este grupo social era tido como eleitor cativo do candidato ao Planalto José Serra. No entanto, segundo apontam as últimas pesquisas de intenção de votos, está migrando para a adversária do PT, Dilma Rousseff.

Correligionários e aliados que antes reclamavam da falta de abertura de diálogo com candidato e o seu marqueteiro, admitem agora que ambos estão mais dispostos a reavaliar a estratégia estabelecida antes do início da campanha, o que deve ser feito ainda nesta semana.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

NOSNO40

DILMA NELES LULA E OCARA


Abreu e Lima

30/08


2010

Lula lidera ofensiva para obter maioria no Senado

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deflagrou uma ofensiva na televisão e nos palanques para garantir ampla maioria no Senado para um eventual governo de Dilma Rousseff (PT). Das 54 vagas em disputa, os oposicionistas PSDB, DEM e PPS têm candidatos competitivos em apenas 17, segundo as últimas pesquisas, segundo o Estadão.

Até 3 de outubro, o número de oposicionistas com chances nas pesquisas pode cair. Mesmo antes da ofensiva de Lula, alguns dos principais expoentes das bancadas contrárias ao governo enfrentavam dificuldades para se reeleger, em uma campanha na qual a associação ao presidente tem se mostrado decisiva na conquista do eleitorado.

Entre eles, Arthur Virgílio (AM), líder do PSDB, e Heráclito Fortes (DEM) são os mais fragilizados na busca por uma das duas vagas em disputa em seus Estados. Efraim Morais (PB), José Agripino (RN) e Marco Maciel, todos do DEM, também estão sob ameaça da onda governista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

bernardo lisboa jr

Tá na hora de MARCO ZERO MACIEL ir para casa depois de passar a vida toda em cima do muro desde o tempo dos imperadores

Felisberto Nobre

As orelhas de ogro. As sobrancelhas de ogro. Lula é o "OGRO''. E o "CARA" dele é Barack Hussein Obama. O negão tá entregando os EUA aos comunistas globais...Leiam.Ouçam.Vejam: Olavo de Carvalho.E cresçam na Fé !

NOSNO40

O FENOMENO PERNAMBUCANO FHC E JARBAS MORRE DE INVEJA DE LULA

romero rodrigues

uillma está na holanda. milton colocou isordil,e tomou um tranquilizante,e foi dormir.


Prefeitura do Ipojuca

30/08


2010

No túnel do tempo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Durante a administração de Manuel César de Morais Rego (prefeito do Recife entre 1948/51) foi inaugurado festivamente o “Quem Me Quer” da Rua do Sol, espécie de passeio onde se viam shows de rua ou simplesmente os jovens se paqueravam.

Quem animou a solenidade foi um conjunto musical formado por novatos que se tornariam, posteriormente, grandes nomes da MPB: Jackson do Pandeiro, Sivuca, Ernani Reis, Wilson Sandes, Luperce Miranda e China. A foto foi enviada pelo jornalista Marcos Cirano, do site www.pe-az.com.br. Se você tem uma foto histórica nos mande agora: magnomartinsf@gmail.com


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

romero rodrigues

lugar frequentado por uilma,naquele tempo com perto dos 30 anos,querendo arrumar namorado.



30/08


2010

Coluna de hoje na Folha

          O discurso da soberba

Diz o dicionário aureliano que soberba é um sentimento caracterizado pela pretensão de superioridade sobre as demais pessoas. Soberbo, portanto, é uma pessoa que se acha melhor do que os outros. Assim, é Lula, o presidente do Brasil! Se ele não for soberbo, seu comportamento no comício do Recife, sexta-feira passada, rima com este pecado.

Dos sete pecados capitais, a soberba, sem dúvida, é o pior. É pior do que a luxúria, a gula, a vaidade, a preguiça, a ira e a inveja. Deus dá graças ao humilde, mas abomina o soberbo. Lula, do alto do seu pedestal de aprovação popular, se acha no direito de humilhar as pessoas.

Além de carimbar Marco Maciel como um político jurássico ao lembrar que atua desde o Império, Lula mentiu ao afirmar que o senador não tem serviços prestados ao Estado. Tem, sim! O porto de Suape, no qual ele esteve antes de exercitar sua verborragia, só está consolidado hoje graças ao empurrão que teve no governo macielista, tendo observado grande avanço na era Jarbas, a quem ele também atacou.

Maciel não tem apenas obras de pedra ou cimento. Na redemocratização, foi ele que liderou o movimento do centro-direita em favor de Tancredo Neves. Por Tancredo, aliás, seu vice deveria ter sido Maciel e não Sarney.

O salto alto cegou Lula, que se contaminou pelo diabólico sentimento da soberba. Uma pena que suas asneiras em público sejam aplaudidas por aliados e autoridades como se estivessem num circo.

AMEAÇADO– Antes da entrevista que concedeu a esta Folha ser publicada ontem, o presidente estadual do PSDB, Evandro Avelar, mandou um email à coordenação do guia de Jarbas pedindo para tirar o nome do senador e candidato a governador das inserções de Eurico na TV, a pedido dele (Eurico).  O deputado cantou a derrota de Jarbas, mas ele próprio está condenado à rejeição das urnas.

Gazeta bilionária - Mesmo sem funcionar, o Congresso está custando uma fortuna aos contribuintes brasileiros por cauda da campanha eleitoral: R$ 1,7 bilhão. A montanha de dinheiro está sendo consumida pela maioria dos parlamentares fora de Brasília, em campanha, com seus vencimentos e verbas de custeio.

Pedindo perdão pelo besteirol - Em entrevista à revista IstoÉ, o presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, fez um meã culpa, diz que errou e pediu desculpas por ter afirmado, há um ano, que Lula não faria o sucessor. E já reconheceu Dilma como presidenta. As últimas pesquisas apontando a petista com 24 pontos de dianteira geraram uma crise sem precedentes na campanha de Serra.

Em alta - Ao regressar, ontem, ao Cabo, para mais uma caminhada, o governador-candidato Eduardo Campos (PSB) atestou a liderança do prefeito Lula Cabral (PTB), que reelegerá o seu irmão Everaldo deputado estadual. O governador disse que foi um dos maiores atos de sua campanha no Grande Recife.

Internet grátis - Petrolina foi a única cidade de Pernambuco incluída na reportagem especial da revista Veja enfocando as 20 maiores metrópoles do futuro. No texto “O milagre do São Francisco”, destaque para o fato de o prefeito Júlio Lóssio (PMDB) investir R$ 1 milhão na implantação de internet banda larga gratuita.

 

 

CURTAS –

TRAIÇÃO– O radialista Anselmo Campelo confirma para o dia 12 de outubro o lançamento do livro “Traição, o lado podre da política”. Adiante que mostrará quem é o pastor Silva no esquema da máfia e a presepadas de Nilson Monstrinho.

FESTÃO– O deputado Sebastião Oliveira (PR), candidato à reeleição, movimenta, amanhã, café da manhã no Internacional com uma penca de aliados para comemorar o seu aniversário. Deve ser prestigiado pelo governador e a chapa majoritária.

NO PAJEÚ– O cantor Maciel Melo fez questão de prestigiar o primeiro ato em Afogados da Ingazeira, sábado passado, da campanha de Waldemar Borges (PSB), que está sendo apoiado para deputado estadual pelo prefeito Totonho Valadares.

''Ouve a teu pai, que te gerou, e não desprezes a tua mãe, quando vier a envelhecer''. (Provérbios 23-22)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

serragio

Obras de MM: ...

milton tenorio pinto junior

..E ainda tem muitos que o admiram...Ô povo idiota!

milton tenorio pinto junior

Pois vejo graça sempre que Lula fala...Um Presidente da República que fala tanta besteiras e não só em época de eleição, deveria ter mais cuidado nas palavras, frases como queira...logo sairá um livro das frases bestas do Lula..É o Newton Carneiro do Planalto...

Jair Lima Lopes de Vasconcelos

o BRASIL.

Jair Lima Lopes de Vasconcelos

Pois mesmo tendo dois prefeitos - prefeito e governador - e a centralização de todos os investimentos federais, não brilha como brilha a estrela maior do Sertão. Da-lha Petrolina; dá-lhe Terra dos Impossíveis. E para Completar, Petrolina F C, volta para primeira divisão, e dessa vez para conquistar.


Banco de Alimentos

30/08


2010

Jarbas insinua que Eduardo mistura o público e o privado

 O candidato da oposição ao governo de Pernambuco, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), disse ontem que os cargos disputados para o Poder Legislativo deveriam ter um "prazo de validade", para evitar que as pessoas se perpetuassem no poder. Jarbas também não poupou seu principal adversário, o governador-candidato Eduardo Campos (PSB). "Tanto para a Câmara Federal quanto para o Senado deveria ter um limite. Para o Executivo, sou favorável à reeleição desde que a pessoa se desincompatibilize 2 a 3 meses antes, no mínimo. Senão, mistura o privado, o público e o eleitoral", criticou, na manhã de ontem, logo após participar de uma caminhada no Córrego São Domingos Sávio, na Zona Norte do Recife.

Perguntado se, em sua opinião, Eduardo Campos estaria "misturando" o público com o privado nesta eleição, Jarbas foi enfático. "O governador transformou o Palácio das Princesas, o PSB e ele próprio num ente só", condenou o peemedebista.(Do Diario de Pernambuco - Cláudia Eloi)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

charlton augusto de araujo

ENQUANTO O RAIVOSO INSINUA,LULA AFIRMA,VAI FICAR DEVENDO PONTOS AO IBOPE.KKKKKKK. JARBAS É A CARA DO POVO?NÃO ELE É A CARA DA DERROTA.KKKKKKKKKKKKK

NOSNO40

CARA DE DESESPERO DERROTADO AGORA VC VAI SABER QUE COM LULA NAO TEM IGUAL O MELHOR POILITICO DE NOSSA HISTORIA

Severino Isidoro Fernandes Guedes

... Hoje ele faz oposição, o que é sempre mais difícil, mas quando estava no governo, de uma forma ou de outra também se beneficiou da utilização da máquina pública. Ou será que aquele inchaço político da finada "União por PE" era apenas pela simpatia dele (simpatia que por sinal não é o seu forte)

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Nisso eu concordo com Jarbas, também sou favorável a desincompatibilização do governante que concorre a reeleição, pelo menos três meses antes do pleito. Isso não impede, mas minimiza muito a utilização da máquina pública. O problema é que Jarbas esqueceu de si próprio...

Josemar Rabêlo

Milton, sabe quando Jarbas/Jamais vai levar esta eleição p/ o 2º turno, nunca, de meio dia pra tarde e/ou nas Crônicas de Narnia, ou ainda, nos Contos da Carochinha. Seja democrata, reconheça que Jarbas/Jamais já perdeu e Serra tb! Não chore pelo leite derramado! Boms Dilmas pra vc


Prefeitura de Serra Talhada

30/08


2010

Isolamento de FHC pode ser um tiro no pé para tucanos

 Responsável por levar o PSDB à Presidência e uma das figuras mais importantes do partido, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso passa longe da campanha tucana ao Palácio do Planalto este ano. A blindagem, segundo tucanos envolvidos na estratégia da campanha, teria sido motivada pelos resultados das pesquisas indicando a alta aprovação de Lula pela população (79% segundo o último levantamento do Datafolha), o que poderia significar uma certa rejeição a FHC.

O senador por Pernambuco e presidente do partido, Sérgio Guerra, afirma que a não aparição no programa eleitoral foi uma decisão da coordenação da campanha. ''Até agora, apareceu apenas o Aécio (Neves, ex-governador de Minas Gerais e candidato ao Senado)'', justifica. Segundo Guerra, a atuação de FHC se dá nos bastidores. ''Nenhuma decisão importante do partido acontece sem ele''. O senador não descarta a aparição de FHC no programa eleitoral.

Para interlocutores próximos, o ex-presidente tem confidenciado estar magoado por não observar os feitos de seus oito anos de mandato em evidência na campanha de Serra. ''Ele gostaria de ver as teses do governo dele sendo defendidas'', diz outro integrante do partido.

Tiro no pé 

A estratégia da sigla, segundo especialistas, é um tiro no pé. O isolamento de FHC pode significar uma perda política para o PSDB e para Serra, já que ambos correm o risco de saírem enfraquecidos. “O partido deveria reconhecer que o governo FHC, embora não seja um sucesso de público, foi um sucesso de crítica'', diz Carlos Melo, cientista político e professor do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa. A mudança frequente de postura e a tentativa de colar a imagem de Serra à de Lula, na avaliação do cientista político Rubem Figueiredo, tende a confundir a cabeça do eleitor. ''De dia, o PSDB critica Lula. À noite, afaga o presidente, e não defende aquilo que o próprio PSDB fez''.(Do Correio Brasiliense)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

NOSNO40

ESSE AI SO NAO VENDEU A MAE DELE PQ NAO DEU TEMPO SO DEIXOU ROMBO PRA NOS PAGAR

Renato Santos

Poucos cientistas politicos acertam nas suas avaliações. Esse Melo é mais um. Como erraram também em Recife quando diziam que João Paulo não faria um sucessor.

jose carlos da silva

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO este sim o maior presidente do Brasil. Lançou o plano real com Itamar franco estabilizando a moeda e a economia do país, quase zerando a inflação, até os dias de hoje.


O Jornal do Poder

30/08


2010

Site levanta para eleitores o que pensam os candidatos

 Um grupo de ONGs (or­ga­ni­za­ções não-go­ver­na­men­tais) lan­çou um site para que os elei­to­res co­nhe­çam a opi­nião dos can­di­da­tos ao Senado sobre temas po­lê­mi­cos, como a le­ga­li­za­ção do abor­to, pena de morte e in­va­são de ter­ras. Os can­di­da­tos foram con­vi­da­dos pelas en­ti­da­des a res­pon­der a um ques­tio­ná­rio de 35 per­gun­tas com temas es­co­lhi­dos pelas ONGs que fi­ca­rão dis­po­ní­veis para con­sul­ta dos elei­to­res até o dia 3 de ou­tu­bro.

O elei­tor tam­bém tem a opção de res­pon­der ao mes­mo ques­tio­ná­rio para que, no final do pro­ces­so, re­ce­ba um ran­king dos can­di­da­tos com os quais tem mais afi­ni­da­de - com base nas res­pos­tas apre­sen­ta­das por cada um. Ao con­trá­rio dos can­di­da­tos, as in­for­ma­ções dos elei­to­res vão ser man­ti­das em si­gi­lo. A fer­ra­men­ta va­le­rá, nes­tas elei­ções, so­men­te para os can­di­da­tos que dis­pu­tam o Senado. (Informações da Folhapress)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

30/08


2010

Declarações de Serra "não honram a biografia dele", diz Dilma

 A pe­tis­ta Dilma Rousseff (PT) afir­mou ontem que as in­si­nua­ções do ad­ver­sá­rio dela na cor­ri­da pre­si­den­cial, José Serra (PSDB), de que, caso elei­ta, seria co­ni­ven­te com mo­vi­men­tos ra­di­cais, como o MST, “não hon­ram a bio­gra­fia dele”. “Eu acho que pa­re­ce que eles não apren­dem. Isso eles já fi­ze­ram em 2002. Tentaram ao longo do go­ver­no do pre­si­den­te Lula, sis­te­ma­ti­ca­men­te, criar um clima de opo­si­ção muito acir­ra­da, enfim, de tu­mul­to”, ava­liou

As de­cla­ra­ções de Dilma foram fei­tas à tarde, antes do iní­cio de mais uma ses­são de gra­va­ção de seus pro­gra­mas elei­to­rais para a TV. Logo de­pois, quan­do Dilma já es­ta­va no es­tú­dio, sua as­ses­so­ria foi in­for­ma­da de novas crí­ti­cas de Serra, agora de que a pe­tis­ta está sen­tan­do na ca­dei­ra um mês antes da elei­ção e que isso “é uma ati­tu­de que tal­vez seja falta de res­pei­to com os elei­to­res”. De acor­do com a as­ses­so­ria de Dilma, ela ja­mais se sen­tou na ca­dei­ra pre­si­den­cial e es­cla­re­ce isso em todas as en­tre­vis­tas.(Informações da Folhapress)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

NOSNO40

DESESPERO DE SERRA DERROTA A VISTA

CALVES

Como já disse anteriormente, Serra ñ merece o q os seus publicitários o estão obrigando a fazer e falar. É uma pena p sua biografia.

LUCIANA ALVES

Serra já jogou sua biografia no lixo há tempos, principalmente quando fez discurso para os militares da reserva. Lá esqueceu que foi orador no comício da Central do Brasil ao lado de Jango - quando era presidente da UNE. Que vergonha.



30/08


2010

Hostilizado agora por Lula, Maciel ajudou o Planalto na crise

 Pois é - Mencionado por Lula de forma jo­co­sa em Pernambuco, Marco Maciel (DEM-PE) sem­pre teve só­li­das re­la­ções com a ala ca­tó­li­ca do PT e foi um dos opo­si­cio­nis­tas a quem o Planalto re­cor­reu para se­re­nar os âni­mos do Senado no auge do es­cân­da­lo do men­sa­lão.

Carona - Depois de es­pi­na­frar seus ad­ver­sá­rios no co­mí­cio em Pernambuco, Lula vol­tou a Brasília na ma­dru­ga­da de sá­ba­do com Eduardo Campos (PSB), Humberto Costa (PT) e Armando Monteiro (PTB) a ti­ra­co­lo. Objetivo: gra­var com os três uma par­ti­ci­pa­ção es­pe­cial con­jun­ta para a pro­pa­gan­da da chapa na TV. (Painel - Folha de S.Paulo - Renata Lo Prete_


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOSE CARLOS DE LIMA

corrigindo: para se eleger não, para eleger Dilma e seus asseclas

JOSE CARLOS DE LIMA

para se eleger. Lula está comentendo um crime eleitoral sem precedentes na história da nossa república, o que ele tanto combateu, vem fazendo às claras, uma máquina totalmente a disposição de uma campanha política, vergonha, vergonha, este é o sentimento de quem sabe o q esta acontecendo.

JOSE CARLOS DE LIMA

Prezado Senador Marco Maciel, Pernambuco orgulha-se de sua trajetória, integridade moral e intelectualidade, ainda que as circunsâncias o levem a perder esta eleição não tem problema, perder uma eleição é melhor que perder a moral, e esse pessoal desfaz-se de qualquer princípio.

charlton augusto de araujo

pois bem sr roberval,já que o senhor tem doutorado,e não ignorante como esse que vos fala abem como o maior presidente da história desse país. me diga:como foi que MARCO ZERO levou agua para o sertão?quais foram suas obras?ou teria sido com lata d''agua?

CIENTISTA POLÍTICO

senador nao esquenta nao que falta pouco tempo para e essa coiza nao ser mais nada e nem esse saco de velocpide tambem nao se elege porque esses instituto de pesquiza saõ todos desmoralizado e o povo ja esta sabendo disso que eles sao pagos prar impor a vontade de alguem sobre o povo l



30/08


2010

Se eleita Dilma terá política externa mais contida que Lula

 Um eventual governo Dilma Rousseff deverá manter as linhas gerais da política externa atual, mas haverá um freio ao menos temporário em iniciativas ambiciosas como as capitaneadas pelo presidente Lula e o chanceler Celso Amorim, segundo o jornal Folha de S.Paulo.Sem o rol de afinidades internacionais que Lula  acumulou, Dilma tenderia, de acordo com analistas, a ter atuação mais contida.

''É uma mudança inevitável, que tem a ver com o fato de a política externa hoje ser muito dependente da figura do presidente'', diz Sandra Rios, do Cindes (Centro de Estudos de Integração e Desenvolvimento).

Existe também a avaliação de que a ex-ministra da Casa Civil, pelas áreas em que atuou e pelo perfil dos ex-auxiliares em quem confia -como Luciano Coutinho, do BNDES, e Alessandro Teixeira, da Apex (agência de promoção de exportações)- poderá privilegiar o eixo econômico da inserção do Brasil.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

Se eleita? Ora, a Dilma já está eleita, ela já pode encomendar a roupa da posse.



30/08


2010

Governo prepara reforma na Previdência para Dilma promover

 De forma reservada, a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda, comandada por Nelson Barbosa, trabalha em uma nova proposta de reforma da Previdência, a ser apresentada ao Congresso pela candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, caso ela seja eleita. Para reduzir o custo político, as mudanças na Previdência só valeriam para os novos trabalhadores, tanto os da iniciativa privada (INSS) como os do setor público.

Pelos estudos em curso, não haveria regras de transição para quem já está no mercado, porque elas tornariam o novo modelo mais complicado - e ele enfrentaria forte resistência no Congresso e entre os sindicatos, como já ocorreu em outras tentativas. Ou seja, não se pretenderia mais o grande desgaste de tentar mexer nos direitos adquiridos dos trabalhadores.

Segundo fontes, os pontos que estão sendo alinhavados devem se transformar numa proposta em dezembro, se Dilma for eleita, e enviada ao Congresso nos primeiros meses do novo governo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LUCIANA ALVES

Mais um factoide da imprensa .