Faculdade de Medicina de Olinda 2

16/10


2019

Coluna desta quarta na Folha

Morre a grife do País de Caruaru

Dizia Martin Luther King, pastor protestante e ativista político americano, que se o homem nunca descobriu nada pelo qual morreria, não estaria pronto para morrer. O empresário Luiz Lacerda, que morreu, ontem, aos 94 anos, em Caruaru, descobriu, na sua longa vivência, muitos motivos para o adeus à vida em paz com o conceito de Luther King.

Um deles foi fundar o seu time do coração, o Central, e colocar Caruaru na elite do futebol pernambucano. Homem de visão futurista, enveredou pelo comércio atacadista, foi o maior importador de bacalhau do País, mas nunca perdeu a humildade de agrestino criado na roça, de onde saiu garoto para dar o grito de liberdade como um dos homens de negócios mais bem-sucedidos do País.

Grife do País de Caruaru, Luiz Lacerda foi, também, fundador do sistema Liberdade de rádio, numa época de regime fechado, que não se respirava liberdade, daí a inspiração para a razão social da emissora. Era, enfim, escravo das suas paixões – o comércio, a família, o Central e sua gente caruaruense. Era um homem amoroso e admirável. Seu legado? O amor a Caruaru e ao seu Central, a patativa do Agreste.

Viagra natural – Na última vez que almocei com Luiz Lacerda, em uma das idas à rádio Cultura para apresentar o programa Frente a Frente, observei ter optado por uma costela de porco bem passadinha. Curioso, perguntei pela sua preferência e ele, já aos 94 anos, exibindo saúde e de namorada bem mais jovem, revelou que traçava um porquinho com frequência por ser um Viagra natural.

Xodós – Aos 80 anos, Luiz Lacerda ainda jogava uma peladinha de fim de semana com o genro Tony Gel, deputado estadual pelo MDB. De bem com a vida, dançava, bebia seu uísque moderado e nunca perdia uma partida do Central. Seu xodó eram os filhos, especialmente Miriam, ex-deputada. Fora da família, o radialista Ivan Feitosa, a quem tratava como filho adotivo.

Precedente – O deputado Felipe Carreras, punido pelo PSB com a suspensão do seu mandato por um ano, por ter votado a favor da reforma da Previdência, adorou a ideia da deputada Tábata Amaral (SP), que, ameaçada de expulsão pelo mesmo motivo, está recorrendo à justiça eleitoral para se manter na legenda. Carreras já tem advogado tratando do assunto.

Nojo – Na longa entrevista exclusiva que deu, ontem, ao Frente a Frente, o cantor Moacyr Franco, que faz show no final da semana que vem em Campina Grande e João Pessoa, disse que tem nojo em falar, hoje, da política nacional, mesmo tendo sido deputado federal. Tem lá suas razões!

Risco – Embora o Congresso tenha proibido usar o dinheiro dos precatórios do Fundef para pagar salário de professores, a prefeita de Itaíba, Regina Cunha (PTB), anunciou, ontem, Dia do Professor, que passará por cima da lei e atenderá à demanda salarial da categoria. Pode ficar inelegível.

USINAS – Acompanho, a partir de hoje, a comissão parlamentar da Assembleia Legislativa, coordenada pelo deputado Alberto Feitosa (SD), em visita às instalações das usinas nucleares 1, 2 e 3 de Angra dos Reis, no Rio. Pode sair de lá o modelo para a usina projetada para Itacuruba, no Sertão.

Perguntar não ofende: Por que a Policia Federal também não fez operação nos endereços do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, em Minas?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bozonaro diz que o PSL é uma Quadrilha. O PSL diz que Bozonaro é um Bandido. E eu concordo com os dois!

Fernandes

PF tem provas de esquema entre Bolsonaro e ministro. Um depoimento dado à Polícia Federal e uma planilha apreendida em uma gráfica é uma prova que dinheiro do esquema de candidatas laranjas do PSL em Minas Gerais foi desviado para abastecer, por meio de caixa dois, as campanhas do presidente Jair Bolsonaro e do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, ambos filiados ao partido.

Fernandes

O Conservadorismo é um Refúgio para os Canalhas, assim como o Patriotismo!

Fernandes

Deputada do PSL admite que partido usou laranjas: Ninguém aqui é santo. Durante sessão realizada ontem no plenário da Câmara, a deputada federal Dra Soraya Manato, do PSL, se dirigiu aos demais parlamentares admitindo o uso de laranjas pelo partido.

Fernandes

Líder do PSL chama Flávio Bolsonaro de bandido de estimação.


Detran

16/10


2019

Bivar divulga gastos do PSL com advogada de Bolsonaro

Bivar divulga gastos de R$ 340 mil do PSL com advogada de Bolsonaro. Karina Kufa diz que valores "são totalmente correspondentes aos praticados no mercado de Brasília".

Foto/fonte: Brasil247

Folha de S. Paulo - Por Mônica Bergamo

 

O presidente do PSL, Luciano Bivar, divulgou em um grupo de parlamentares os gastos da sigla com a advogada Karina Kufa, que representa Jair Bolsonaro, hoje às turras com a legenda. Além de receber R$ 40 mil por mês, ela firmou contrato de R$ 200 mil para apresentar ações diretas de inconstitucionalidade no STF (Supremo Tribunal Federal).

O mesmo relatório mostra que a advogada assinou acordo de R$ 100 mil para defender a senadora Juíza Selma (PSL-MT), acusada de abuso de poder econômico e caixa dois nas eleições de 2018.

Os recursos saíram do caixa do PSL de São Paulo. A assessoria de Bivar diz que os dados são oficiais.

A assessoria de Kufa diz que os valores “são totalmente correspondentes aos praticados no mercado de Brasília”.

O deputado Junior Bozzella (PSL-SP) afirma que a iniciativa de Bivar mostra que as contas do partido são transparentes, ao contrário do que diz o grupo de Bolsonaro, que exige auditoria na sigla.

“Ele deu a casa, o carro, comida e roupa lavada. Mas [o grupo de Bolsonaro] queria ficar com a mulher dele também”, afirma Bozzella, referindo-se ao fato de Bivar ter abrigado os bolsonaristas para que disputassem a campanha de 2018 pelo PSL.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

13° Bolsa Familia

16/10


2019

STF: números de debate sobre 2ª instância são exagerados

Números de debate sobre 2ª instância estão exagerados, diz levantamento do STF. População carcerária teria aumentado de 726 mil em 2016, quando a regra começou a valer, para 812 mil neste ano.

Nelson Jr./SCO/STF/Agência Brasil

Folha de S. Paulo - Mônica Bergamo

 

Um levantamento feito por técnicos do STF (Supremo Tribunal Federal) diz que a população carcerária foi de 726 mil em 2016, quando a corte admitiu a prisão em segunda instância, para 812 mil neste ano.

A diferença é de 85.300 presos —o que mostraria que a estimativa divulgada em sites, de que 170 mil podem ser soltos se a segunda instância cair, é exagerada.

Mesmo que estimássemos que todo o acréscimo de encarcerados seja resultado direto da decisão de 2016, o que não seria real, diz o texto, o número de beneficiados deve ser muito menor.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

16/10


2019

Operação da PF agrava crise no PSL

Operação da PF também reforça desconfiança do Congresso sobre atuação de Moro.

Folha de S. Paulo - Painel

Por Daniela Lima

 

Além de dar ares de crise incontornável ao impasse entre Jair Bolsonaro e seu partido, a batida da Polícia Federal que atingiu o presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), ampliou a desconfiança entre o Congresso e Sergio Moro (Justiça). Assim que a operação foi divulgada, deputados de centro-direita especularam sobre o timing da ofensiva e a possibilidade de vazamento de informações para o Planalto. A esquerda explorou o tema em plenário. Siglas simpáticas a Bolsonaro ouviram silentes.

Deputados e integrantes do universo jurídico passaram a manhã indagando se Bolsonaro havia sido avisado da operação com antecedência e relembrando o calendário de encontros do presidente com o ministro da Justiça e o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo.

Dentro do PSL, a ofensiva da PF com foco em Bivar foi vista como um ponto de não retorno para a crise interna. Ninguém aposta mais em uma solução pacífica. Aliados de Bivar acreditam que o Planalto não só sabia da ação deflagrada nesta terça (15), como também atuou para que a Justiça Eleitoral a autorizasse.

O PSL está em vias de fechar acordo para que o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral Henrique Neves o represente na disputa com Bolsonaro. Segundo integrantes da legenda, só faltam formalidades para a assinatura do contrato. O presidente conta com outro ex-ministro da corte, Admar Gonzaga, em sua banca.

Assistindo ao impasse de camarote, o deputado Alexandre Frota (SP), que foi expulso do PSL e se filiou ao PSDB, comentou: “Saí na hora certa. Enxerguei isso antes”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/10


2019

Parlamentares dizem desconhecer ameaças a Wyllys

Parlamentares dizem em órgão vinculado à ONU que desconhecem ameaças a Jean Wyllys. Ex-deputado define atitude como "mau-caratismo deliberado, homofobia e cumplicidade com o horror que eu vivi".

Foto: GABRIELA KOROSSY/AG. CÂMARA

Folha de S. Paulo - Por Mônica Bergamo

 

Uma delegação de parlamentares do Brasil que participa da 141ª conferência da União Interparlamentar (UIP), órgão vinculado à ONU, na Sérvia, afirmou aos organizadores do evento que desconhece qualquer fato de perseguição política e ameaças de morte contra o ex-deputado Jean Wyllys

Esse posicionamento veio como resposta à exibição de um vídeo com depoimento de Wyllys relatando as ameaças que sofreu e que o fizeram desistir de seu mandato e sair do Brasil. Os organizadores, então, procuraram lideranças do PSOL na Câmara pedindo que enviassem os documentos originais que comprovassem as denúncias feitas pelo ex-deputado. 

“Para mim se trata de mau-caratismo deliberado, homofobia e cumplicidade com o horror que eu vivi”, afirma Wylls em nota enviada à coluna. O deputado Átila Lins (PP-AM), que chefia a delegação, reafirma o posicionamento do grupo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Magno coloca pimenta folha

16/10


2019

Vazamento: ONGs ajudam NE na limpeza das praias

Vazamento de óleoONGs auxiliam limpeza de praias do Nordeste

Mutirão de surfistas retira óleo de manguezais e praias na Bahia. (Crédito:Pedro Accioly/Divulgação)

Folha de S. Paulo - Painel
Por Fernanda Lima

 

No Ceará, o trabalho de limpeza das praias atingidas pelo vazamento de óleo na costa nordestina tem sido feito com a ajuda de ONGs. As entidades foram acusadas de inação por Bolsonaro, que cobrou mobilização semelhante às queimadas na Amazônia.

No estado, Verde Luz e Aquasis são duas das organizações mais atuantes. Governadores e prefeitos registram que, até agora, apenas o Ibama tem ajudado na limpeza—e de maneira limitada, dado o pequeno efetivo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

16/10


2019

STJ: homem pode ter o nome de dois pais na certidão

Superior Tribunal de Justiça autoriza homem a ter nome de dois pais na certidão. Exame de DNA confirmou paternidade biológica de cidadão que foi adotado pelos tios depois que a mãe morreu.

Foto: Aquiles Lins/fonte: Brasil247

Folha de S. Paulo - Por Môncia Bergamo

 

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) determinou que um homem pode ter o nome de dois pais em seus documentos. É o primeiro julgamento desse tema depois que o STF (Supremo Tribunal Federal) admitiu a multiparentalidade.

A mãe do autor da ação era empregada doméstica do pai dele. E faleceu no parto. Bebê, foi adotado pelos tios maternos, que o criaram. Já adulto, moveu uma ação de reconhecimento de paternidade contra o pai biológico, comprovada por DNA.

Diante do resultado, o STJ decidiu que ele poderia ter os nomes dos dois pais —o biológico e o afetivo (o tio que o adotou) na certidão de nascimento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/10


2019

Economia quer reforma do Estado nas duas casas

Economia quer que trechos de reforma do Estado tramitem ao mesmo tempo na Câmara e no Senado.

Foto/fonte: Brasil247

Folha de S. Paulo - Painel
Por Daniela Lima

 

O Ministério da Economia pretende lançar simultaneamente, na Câmara e no Senado, projetos para reformar o Estado. A expectativa de parlamentares é a de que, na Câmara, entre a reforma administrativa. Já ao Senado caberia a revisão de regras fiscais que obrigam o repasse de verbas federais a fundos esquecidos no Orçamento.

Em troca de votos em uma reforma administrativa que reduza os salários no serviço público, deputados querem que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), endosse a criação de nova regra de correção do salário mínimo. A que vigorou até este ano expirou.

Um dos defensores de um novo regramento é o deputado Paulinho da Força (SD-SP), que sugeriu reajuste pela inflação mais metade da projeção de crescimento econômico. Como se trata de uma previsão, o aumento seria ajustado a cada três meses.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores