Governo de PE

23/05


2019

Nill Júnior toma posse na Asserpe

Sertanejo de Afogados da Ingazeira, minha terra natal, o diretor da Rádio Pajeú, Nill Júnior, tomou posse, há pouco, na presidência da Associação das Emissoras de Rádio e Televisão, Asserpe, com sede no Recife, no bairro Boa Vista.

Nill sucede ao competente Cléo Niceas, ex-diretor comercial da Globo Nordeste e que dirigiu a instituição por muitos anos. Sua eleição, por unanimidade, e a posse em seguida foram prestigiadas e aplaudidas pelos mais representativos dirigentes de emissoras do Estado, do cais ao Sertão.

Coube a Ana Amélia, diretora do sistema de rádios Grande Rio em Petrolina, fazer a saudação ao novo presidente, precedida de Cléo Niceas. Em sua fala, Nill falou do novo desafio e afirmou que aposta na integração como instrumento para fortalecer a Asserpe.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

23/05


2019

Gravatá tratada a pão e água

Por Joeides Pereira da Paz*

O deputado Waldemar Borges perdeu uma ótima oportunidade de ter ficado calado. Mostrou seu total desconhecimento dos problemas e da história de Gravatá. Fez um malabarismo para tentar justificar o injustificável, mas a verdade é que o governador trata o município de Gravatá a “pão e água”. Com relação ao saneamento, tudo começou na administração do Prefeito Joaquim Neto em 2004, quando foi liberado 17 milhões pelo Projeto Alvorada. Com o recurso, foram instalados 63 km de tubulação nas redes de esgoto. Além disso, foi realizada a desapropriação do terreno onde está sendo construída a Estação de Tratamento. Diante disso, é propagado que a Compesa é quem fez a obra, mas na verdade, depois de um atraso de mais de 10 anos, é que a Compesa retomou o serviço, aproveitando 90% da tubulação que já tinha sido feita pelo prefeito Joaquim Neto.

Quem conhece a forma de fazer política do deputado em Gravatá, sabe que ele está sempre na promessa. O povo vem sofrendo com o (des)abastecimento d’água há décadas e ele ainda permanece com sua famosa expressão: “[...] em vias de iniciar [...]” nas épocas de eleição. Outro projeto que ainda não saiu do papel, mas que é sempre citado, é o da Adutora do Agreste, uma obra federal que ainda é uma realidade a longo prazo.

Com relação à infraestrutura, a PE 87, que liga Gravatá ao distrito de Mandacaru, foi mais um projeto iniciado pelo prefeito Joaquim Neto em 2007. A proposta inicial era que a obra ligasse Gravatá até o distrito de Uruçu-Mirim, perfazendo um total de 20 km, porém foi o subsequente prefeito Osano Brito quem destruiu o projeto, executando uma obra de péssima qualidade e que só contemplou 10km da ideia original. A população já está esperando o deputado novamente prometer a conclusão dos outros 10km, mas o povo sabe que isso é apenas promessa de eleição.

Como é de costume, o deputado Waldemar Borges fala sem apresentar informações corretas, colocando o governador em situação difícil. O Programa Garantia-Safra vem sendo executado no município pela prefeitura, que fez seus aportes ao fundo, junto à Caixa Econômica Federal, enquanto que o governo do estado, como sempre, não cumpre com o que lhe cabe. Isso foi motivo de um ofício encaminhado ao governador, assinado pelo Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, pelo Coordenador do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e pelo Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural de Gravatá, do qual segue cópia anexada.

No final de tudo, o deputado reconhece as dificuldades financeiras que o estado e os municípios atravessam, no entanto, a constatação só serve para o governador, já que ele tenta desqualificar a administração que herdou um caos deixado pelos seus aliados: o ex-prefeito Osano Brito, que deixou a cidade com salários atrasados, cheia de lixo, o ex-prefeito afastado, Bruno Martiniano. Desta gestão, que foi alvo de intervenção, o deputado participou ativamente até tirar proveito dos poucos votos que o prefeito ainda tinha, na eleição de 2014, e da própria intervenção, da qual toda a população conhece bem a história.

E sabendo das dificuldades financeiras dos municípios, o deputado ainda comanda os mesmos atores que destruíram a cidade, promovendo badernas e chicana nas instituições de controle. O que de fato interessa à população é que as transferências constitucionais do estado para o município, como os mais de 3 milhões do SUS, do abastecimento das farmácias, de quase um milhão de transporte escolar, da contrapartida na promoção dos eventos que gera emprego e renda para o povo de Gravatá. Sobre essas questões, ele não tocou no assunto. Talvez por isso, nunca tenha se viabilizado para ser o candidato a prefeito de Gravatá, pois deve estar convicto de sua derrota. 

*Secretário de Planejamento e Orçamento de Gravatá


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Esse Deputado Waldemar Borges, sempre foi um mentiroso, isso é um babão desse Desgoverno que está acabando com Pernambuco, essa QUADRILHA do PSB, tem que sair urgente de PE. Vocês viram como a grande maioria dos Deputados do PSB votaram para tirar o COAF de Sérgio Mouro, esses Deputados votaram neles mesmo, será que alguém imaginava que João Campos ia votar para ficar com Moro, claro que não, esse PSB, junto com o PT, são podres, eles votaram neles e em Eduardo Campos , Paulo Câmara , Geraldo Júlio....e toda quadrilha do PSB juntos com o PT.


Congresso Nordestino de Educação Médica

23/05


2019

Penico de porcelana

Por Maciel Melo*

A noite parecia não ter fim.

Lá nos cafundós do Sertão onde nasci, não havia luz elétrica. O Brasil ainda engatinhava quando fui gestado por uma paraibana de Sumé. Nasci raquítico, pirralho, magro, só tinha o couro e o osso.

Minha mãe fez um rosário de contas, pendurou no meu pescoço, depois, uma rezadeira me benzeu com três galhos de arruda, e cá estou eu, malazarteando a vida.

O Rosário é tradicionalmente dividido em três partes iguais, com cinquenta contas cada e que, por corresponderem à terça parte, foram chamadas de Terço. Cada terço compreende um conjunto especial de cinco mistérios: os Mistérios Gozosos, os Mistérios Dolorosos e os Mistérios Gloriosos. Pelo menos duas vezes por semana nos reuníamos para rezar o terço. Depois, os candeeiros se apagavam e aí, era aquela folia: um monte de menino dormindo tudo junto, que maravilha, o escuro era o motivo para ficarmos juntinhos, e eu sempre aproveitava a desculpa de ter medo das trevas para abraçar meus irmãos mais velhos.

E vinham as fábulas, as histórias de Trancoso, de malassombro, as charadas, as adivinhações, eram o passatempo até o sono chegar.

Lembro de uma noite em que, durante a madrugada, levanto para ir “lá fora”, na ponta dos pés para não acordar os outros. De repente, tropeço num troço muito peculiar: um penico. Era um vaso em porcelana com alças, onde as mulheres se despejavam durante a noite; os homens, iam no terreiro. E aí foi aquela danação, o peste estava cheio, e aí saí peitando tudo que havia pela frente, até achar o fósforo, acender o candeeiro, e chegar na porta.

Acordei a casa inteira. Nunca fui tão xingado como nesse dia.

Mas o tempo foi passando, e eu cresci, e fui para o mundo, e me tornei homem, e virei viajante, e hoje, toda vez que vou a um banheiro de hotel e vejo aqueles vasos de louça, branquinhos, limpinhos, alguns até bem cheirosos, lembro do penico de porcelana lá de casa.

*Cantor e compositor


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/05


2019

Ciro Gomes participa de roda de diálogo no Recife

Na próxima segunda-feira, o ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) desembarca no Recife para participar de uma palestra na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Na ocasião, Ciro fará uma análise dos primeiros meses do Governo Bolsonaro e as perspectivas de futuro para o Brasil. O evento será realizado no auditório G2 da Unicap, às 15h30.

A roda de diálogo, promovida pela Fundação Leonel Brizola – AP/PE e pelo Instituto Politeia/Unicap, será mediada pelo deputado federal Túlio Gadelha e pelo cientista político Thales Castro. Além deles, a mesa também será composta por figuras políticas do cenário local. Entre eles, o advogado e vice-presidente da Fundação Leonel Brizola - AP em Pernambuco, Pedro Josephi; a ex-atleta olímpica Joana Maranhão; o comunicador social André Carvalho; o enfermeiro e ativista na área da saúde Rodrigo Patriota; a presidente da Juventude Socialista do PDT/Caruaru, Joana Grego; a ativista de Direitos Humanos Sylvia Siqueira; o professor Rodrigo Bione; a ativista em defesa da diversidade Maria do Céu; e o advogado e professor André Costa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/05


2019

Danilo apresenta PL para proteger empresas

O deputado federal Danilo Cabral (PSB/PE) protocolou, ontem, um Projeto de Lei que tornará obrigatória a aprovação de lei para privatização da Eletrobrás, Petrobras, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Banco da Amazônia, Correios, Casa da Moeda, BNDES e suas respectivas subsidiárias.

Segundo o parlamentar, o objetivo é realizar um debate crítico sobre a privatização de empresas estratégicas e suas subsidiárias, incluindo-as na relação de empresas federais às quais não se aplicam os dispositivos da Lei nº 9.491/1997, que trata do Programa Nacional de Desestatização. “Entendemos ser igualmente decisivo para o debate público que a alienação de ativos que implique perda do controle direto ou indireto da União nas empresas mencionadas e em suas subsidiárias seja regulada em lei específica para cada empresa. Essas estatais são criadas com autorização do Legislativo para cumprir função necessária aos imperativos da segurança nacional ou a relevante interesse coletivo”, explica o parlamentar.

A partir do projeto de lei, tais empresas só poderão ser privatizadas por meio de leis que passem pela tramitação no Congresso Nacional, tanto na Câmara, quanto no Senado. “A discussão sobre empresas estatais no Brasil deve ser ampla e ter caráter estratégico. A avaliação das políticas públicas associadas à atuação estatal direta na economia deve ser feita no local apropriado, o Parlamento”, disse Danilo.

O PL, que foi apresentado hoje para entidades sindicais ligadas ao setor elétrico, também foi subscrito por outros parlamentares, como o deputado Henrique Fontana (PT/RS); Alessandro Molon (PSB/RJ); Tadeu Alencar (PSB/PE); João Campos (PSB/PE); Gervasio Maia (PSB/PB); Nelson Pellegrino (PT/BA), entre outros. Os parlamentares acreditam que a alienação de ativos que implique perda do controle direto ou indireto da União nessas empresas e suas subsidiárias deve ser regulada em lei específica para cada empresa, para resguardar o interesse público e a devida discussão no Parlamento sobre cada empresa estatal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

23/05


2019

Paulo Câmara apresenta Pacto Pela Vida a Moro

Na manhã de hoje, o governador Paulo Câmara apresentou ao ministro da Justiça, Sergio Moro, no Recife, o funcionamento, as ações e resultados do Pacto Pela Vida (PPV), que registrou, em abril deste ano, o 17º mês consecutivo de redução de homicídios e o 20º na redução de roubos e furtos. O ministro se colocou à disposição para futuras parcerias na área e enalteceu o trabalho realizado em Pernambuco.

“O ministro teve a oportunidade de conhecer pessoalmente como funciona o Pacto Pela Vida. Ele já tinha conhecimento prévio dos resultados, mas agora ele viu o modo de funcionamento. E gostou do que viu. É uma política importante, e ele se colocou à disposição para possíveis parcerias. Nós vamos procurá-lo para conversar mais, porque a nossa preocupação em relação à segurança é permanente, não podemos descansar. Mesmo com os bons resultados alcançados, temos muito o que fazer ainda. Mas a expectativa é positiva, porque Pernambuco está numa trajetória descendente. São 17 meses de redução de homicídios”, destacou Paulo Câmara.

O governador pontuou ainda parcerias neste âmbito da segurança como necessárias e importantes para o restabelecimento da paz em Pernambuco e no Brasil. “Salvar vidas, buscar oferecer segurança à população, tem que ser feito diariamente, com a participação de todos. E o que vier de ajuda federal para esse tema, que precisa ter uma coordenação nacional, principalmente na questão do tráfico de drogas e de armas, é importante para Pernambuco”, cravou.

Para Moro, a participação do governador nas reuniões do Pacto Pela Vida simboliza o compromisso da gestão com a política de combate à violência. Ele afirmou que o programa é o caminho correto. “Fui convidado, gentilmente, pelo governador, para conhecer um pouco mais de perto o programa Pacto Pela Vida. Na minha opinião, é o caminho certo, esse trabalho com inteligência, com dados e com integração. Acho que é muito elogiável o fato de o governador participar dessas reuniões. Isso demonstra o envolvimento da mais alta autoridade do Estado nessa tarefa de redução da criminalidade. Acho que esse é o caminho, e nós temos que transformar isso em uma tendência permanente”, avaliou o ministro, ressaltando que o Governo Federal quer ser parceiro nessas atuações para buscar indicadores criminais melhores para o Brasil inteiro, inclusive em Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

23/05


2019

Inativos da PM querem retomada de negociações

Dezenas de policiais e bombeiros militares lotaram as galerias da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), ontem. Eles pediram apoio ao deputado Joel da Harpa para sensibilizar os parlamentares e o Governo do Estado quanto a retomada das negociações salariais e a recuperação de direitos como a integralidade e paridade devido a Lei 351/2017 que é inconstitucional. Desde então, eles sofrem sem aumento salarial.

Joel da Harpa relembrou que a Lei foi aprovada sem sua participação e ele, na época, alertou sobre a inconstitucionalidade da mesma. Vários artigos da Constituição garantem o direito aos aposentados e pensionistas e a nova proposta da Reforma da Previdência iguala militares federais e estaduais, concedendo o direito a integralidade e paridade. Portanto, nada mais justo do que o Governo retomar aa negociações e corrigir a injustiça.

“Esses militares que estão aqui hoje dedicaram a vida ao serviço policial e à defesa da sociedade. Como inativos, eles não podem progredir. Quando aconteceu o último aumento salarial, em dezembro de 2018, a grande maioria deles, com exceção dos coronéis e subtenentes, ficaram altamente prejudicados”, prosseguiu Joel.

Joel da Harpa pediu “sensibilidade” ao Governo do Estado para que considere a paridade nos reajustes futuros: “Queremos que o governador mande um novo projeto e garanta aos inativos o mesmo direito dos ativos. E que o mesmo aumento salarial seja dado do coronel ao soldado”, defende o parlamentar.

Da Assembleia Legislativa os policiais e bombeiros militares seguiram para o auditório do Círculo Católico onde, conversaram com o deputado Joel da Harpa sobre os próximos passos para a luta em busca da paridade e de novo aumento salarial. Vale destacar que uma equipe de advogados do deputado ingressou com ações para a garantia do direito na Justiça. Trataram também sobre a proposta da reforma da previdência. Dentre os presentes, lideranças da Associação de Praças de Pernambuco (ASPRA -PE) e da União dos Militares do Brasil (UMB).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/05


2019

Sebastião quer evitar que Previdência atinja trabalhadores rurais

O deputado federal Sebastião Oliveira (PR) está focado em assegurar que a Reforma da Previdência não afete os trabalhadores rurais.  

Para isso, Sebastião caiu em campo e está visitando deputados de diversos partidos, visando colher as assinaturas necessárias que garantam que os trabalhadores rurais não sejam afetados pela Reforma proposta pelo Palácio do Planalto. 

“É preciso manter a situação atual. O trabalhador rural já é bastante prejudicado pela falta de políticas públicas que lhe beneficiem. Não podemos permitir que a Reforma da Previdência traga qualquer tipo de prejuízo. Não vamos medir esforços para garantir todos os direitos já conquistados”, justificou Sebastião Oliveira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 5