Governo de PE

12/03


2014

Prefeitura de Arcoverde inaugura obras em Pesqueira















“Caro Magno.

A Prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PTB), inaugurou um CAPS AD III para tratamento de dependentes químicos no distrito de Mimoso, pertencente ao município de Pesqueira.

O prefeito de Pesqueira, Evandro Chacon (PSB), está uma arara, decepcionado com a colega gestora do município vizinho. Ele acha que o ato tem o dedo de Zeca Cavalcanti (PTB), ex-prefeito de Arcoverde e pré-candidato a deputado federal.

Esse Centro de Assistência Psicossocial é para tratamento de dependentes químicos em convênio com a Fundação Terra, mas acontece que a verba é toda do Ministério da Saúde e por Arcoverde ser sede de GERES (Gerência Regional de Saúde), a verba é maior e não existe contrapartida do município.

O pior disso tudo é que só poderão ser atendidas pessoas que residam nas cidades de abrangência da GERES de Arcoverde, o que não é o caso de Pesqueira, que pertence à GERES de Caruaru.

Num claro desrespeito ao princípio da territorialidade, que rege nosso país, a prefeita Madalena Britto agiu premeditadamente e de caso pensado, só colocando a logomarca no prédio na noite véspera da inauguração, realizada no último sábado (8), pegando de surpresa todos os cidadãos do distrito de Mimoso.

A prefeita, agindo assim, está incorrendo em crime de improbidade administrativa, devendo receber as sanções cabíveis, podendo até ensejar em perda do mandato eletivo. A logomarca indica flagrantemente que houve uma invasão na autonomia de outro município.

Hugo Oliveira Torres.”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

joao justino barbosa sobrinho

Que mancada! Com a palavra a Câmara de Vereadores de Arcoverde e o Ministério Público


Prefeitura do cabo

12/03


2014

Um neotrabalhista com discurso socialista
















Na passagem do governador Eduardo Campos, ontem, por Limoeiro, no Agreste Setentrional, o prefeito Ricardo Teobaldo, que deixou o PSDB, ingressou no PTB, rompeu com a Frente Popular e agora apoia Armando Monteiro para governador, se comportou como um verdadeiro cordeirinho.

Quem esperava dele um discurso mostrando as razões de tamanha reviravolta ficou desapontado. Teobaldo nem tocou no assunto, nem tampouco deu sinais de que está do outro lado. Na frente de Eduardo, se derramou em elogios ao seu governo, com tamanha rasgação de seda que parecia um socialista de carteirinha.

Sabido, ao perceber o ato falho de Teobaldo, o governador aproveitou para, no seu discurso, mandar alguns recados com endereço certo: o próprio. “Se aqui houve tantas referências aos nossos acertos e elogios aos investimentos na região temos que olhar para o futuro e pensar na continuidade deste caminho”, disse.

Teobaldo, que está deixando a prefeitura em 4 de abril para disputar um mandato de deputado federal no palanque de Armando, só faltou pedir voto para Eduardo, candidato do PSB ao Palácio do Planalto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Detran

12/03


2014

Izaías justifica ausência na visita de Eduardo

















O prefeito Izaías Régis (PTB) negou, por meio de nota, na manhã desta quarta-feira (12), que a sua decisão de não comparecer à visita que o governador Eduardo Campos (PSB) fará ao município de Garanhuns, amanhã (13), tenha sido motivada por algum tipo de retaliação e/ou possua tom de soberba. De acordo com o petebista, sua ausência se dá em função de uma viagem à capital federal, onde irá buscar convênios e ações para a cidade, por meio do Governo Federal.

Izaías ressalta, entretanto, seu descontentamento para com a equipe do Governo de Pernambuco que, segundo ele, não avisou oficialmente a Prefeitura de Garanhuns sobre a ida do governador ao município.

O trabalhista lembra, também, que apesar de estar fechado com o pré-candidato do seu partido ao Governo do Estado, o senador Armando Monteiro Neto, mantém intacto o respeito que tem pela figura de Eduardo Campos, “pela pessoa que é e pelo cargo que ocupa”, mas lembra que essa relação precisa ser de bilateral. “E da mesma forma, esperamos o respeito à instituição da Prefeitura de Garanhuns, que representa todo o nosso povo, povo este que deu uma expressiva votação ao governador em suas eleições”.

Leia a íntegra:

“Quero dizer que não há nenhuma atitude de vingança ou de soberba (como foi noticiado) na minha ausência amanhã na visita do governador Eduardo Campos a Garanhuns. A minha ausência é justificada por estar em Brasília, em busca de convênios e ações para o nosso município, por meio do Governo Federal, que tem prestigiado Garanhuns com recursos nas áreas da saúde, infraestrutura, educação, assistência social, entre outros. Apenas questionei o fato da Prefeitura de Garanhuns não ter sido comunicada oficialmente da visita.

Quero aqui ressaltar que vivemos uma nova conjuntura política, porém a institucional permanece. O governador tem o nosso respeito, pela pessoa que é e pelo cargo que ocupa, e da mesma forma esperamos o respeito à instituição Prefeitura de Garanhuns, que representa todo o nosso povo, povo este que deu uma expressiva votação ao governador em suas eleições.

Entendemos que estamos entrando em um ano eleitoral, de disputa, onde cada um tem o seu lado, o que é justo e democrático. Eu até penso que se a visita do governador tiver mais um tom de pré-campanha, de apresentação do seu pré-candidato, do que de visita oficial, ele foi extremamente elegante em não nos convidar, até por saber que eu tenho um lado, sou do PTB e irei caminhar junto ao senador Armando Monteiro, como sempre o fiz. Mas, se a visita é institucional, não podemos deixar que partidarismos se sobressaiam ao respeito pelas instituições.

Até o fim de 2014 teremos eventos, onde a atual gestão do Governo de Pernambuco dividirá a organização conosco, como o nosso grandioso Festival de Inverno. O que nos assusta em um momento como este é: será que seremos os últimos a saber de decisões que precisam ser conjuntas? Fica o alerta.

Temos as nossas convicções e escolhas políticas e elas devem e serão evidenciadas nos palanques, no momento oportuno, mas as deixemos de fora do dia a dia das administrações. Em um governo as atenções têm que estar voltadas para o bem comum da população que nos conferiu o cargo, que momentaneamente, ocupamos.

Izaías Régis.
Prefeito de Garanhuns.”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Pronto, tá como Etero Lambança queria, agora o velho Lambança vai gostar e vão continuar tomando as deles. Izais já tá passando da hora de você pelo menos imitar as atitudes de Armando Monteiro, Elegância e cortesia sem subserviência, para poder ser respeitado


Magno coloca pimenta folha

12/03


2014

ONS descarta problema de geração de energia em 2014



























Estadão Conteúdo.

O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, disse nesta quarta-feira (12) que as simulações feitas pelo órgão em relação à meteorologia para os próximos meses indicam que, diferentemente dos anos anteriores, o país não corre o risco de ter problemas de geração de energia em 2014. "Apenas se vier um regime de chuvas pior que toda a série histórica", afirmou, durante apresentação em audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado Federal.

"Em março, a condição de chuvas não será tão desfavorável como janeiro e começo de fevereiro", completou.

Chipp fez rápida exposição sobre o panorama de geração de eletricidade brasileiro e voltou a dizer que, no mundo todo, segurança energética, matriz limpa e modicidade tarifária são variáveis de uma equação que não fecha. "Mas o Brasil possui uma matriz privilegiada e temos condições de resolver o binômio custo-segurança", ponderou.

O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, e o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, também participam da audiência pública.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/03


2014

No túnel do tempo





















A contribuição para o painel de hoje foi enviada pelo leitor Marcos Barbosa e registra o então governador Miguel Arraes, acompanhado do prefeito da capital pernambucana à época, Jarbas Vasconcelos, e do então senador Marco Maciel, carregando o caixão do ex-senador Antônio de Farias. Ao fundo, pode-se observar o ex-vice-governador Carlos Wilson. O momento foi capturado no ano de 1988.

Se você tem uma foto histórica e deseja vê-la postada neste quadro nos envie agora pelos e-mails [email protected] com cópia para [email protected].


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

12/03


2014

Governo do Estado inaugura obras no Agreste















O governador Eduardo Campos (PSB) inaugurou, na tarde de ontem (11), a nova fábrica da Milet, em Limoeiro, no Agreste do Estado, anunciou a restauração da PE-095, no trecho do entroncamento da PE-050, até o entroncamento da BR-104, no município de Caruaru, e inaugurou, em Feira Nova, o sistema de abastecimento de água do Loteamento Jabes Gonzaga.

De acordo com o gestor, o Governo de Pernambuco tem oferecido todo o apoio para novas e antigas empresas se estabelecerem no estado. "Hoje, nós anunciamos um investimento de R$ 58 milhões para o restauro de uma rodovia essencial para o desenvolvimento da região, ou seja, intervenção que dialoga diretamente com a economia", destacou o socialista.

Em seu discurso, o governador ressaltou que a nova unidade da Milet triplicou a capacidade de produção, gerando 1,8 milhão de litros por ano. Além disso, o número de funcionários dobrou de 50 para 100, números frutos de um investimento, por parte do grupo, da ordem de R$ 4 milhões. "A nossa intenção é proporcionar o crescimento das empresas", disse o prefeito Ricardo Teobaldo.

Quanto ao restauro da rodovia PE-095, o gestor municipal classificou o projeto como um "mais um passo para receber novas empresas". A obra terá duração de 12 meses.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

12/03


2014

Minha cidade é linda



A contribuição para o painel de hoje é do leitor Antonio Carlos, apaixonado pela capital do forró. Traz a imagem do estádio Lacerdão, na av. Agamenon Magalhães, no centro de Caruaru.

Caruaru começou a tomar forma em 1681, quando o governador Aires de Souza de Castro concedeu à família Rodrigues de Sá uma sesmaria (concessão de terras com o intuito de desenvolver a agricultura e a criação de gado) com 30 léguas de extensão (aproximadamente 12 hectares), denominada Fazenda Caruru.

Mas, apenas em 1776, José Rodrigues de Jesus decidiu voltar para a fazenda do pai, que havia passado alguns anos abandonada. Ao longo dos anos Caruaru recebeu várias denominações, sendo conhecida também como a ‘Princesa do Agreste’, ‘Capital do Agreste’ e a ‘Capital do Forró’.

O município é mais populoso do interior de Pernambuco, com uma população residente de 289.086 habitantes, conforme dados do IBGE, relativos ao ano de 2009, que vivem numa área territorial de 921 Km², tendo como padroeira Nossa Senhora das Dores.

Faça uma foto bonita da sua cidade e nos envie para postagem neste espaço:
[email protected] ou [email protected]


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/03


2014

A charge do dia

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/03


2014

Coluna da quarta-feira

    PMDB derrota Dilma

A presidente Dilma deve ter tido uma crise de nervos ao saber, ontem, no Chile, onde se encontra em missão oficial, da nota de solidariedade da bancada do PMDB na Câmara dos Deputados ao líder Eduardo Cunha, que vem contrariando o Governo.

''Os ataques ao nosso líder são ataques ao PMDB. A bancada manifesta sua solidariedade ao deputado Eduardo Cunha e reafirma a confiança nele depositada'', diz o texto.

Cunha ganhou mais força ainda dentro do partido e tem também a solidariedade expressa do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves.

Aliás, o que corre nos bastidores em Brasília, aonde cheguei ontem e passo esta semana, é que Henrique, trombado também com o Planalto, está dando as coordenadas ao líder para endurecer o jogo com o Planalto.

Tanto que não houve uma só dissidência na bancada na votação da moção de apoio ao líder, o que se traduziu numa grande derrota para Dilma e o vice-presidente Michel Temer, que esperavam isolar Cunha para acabar de vez com a crise.

Os 50 deputados solidários ao líder peemedebista já são considerados, consequentemente, votos contra o Governo na Câmara. A vitória de Cunha em sua bancada aponta, igualmente, a necessidade de o Governo mexer na sua articulação com o Congresso.

O remanejamento do ministro Aloízio Mercadante da Educação para a Casa Civil também não surtiu nenhum efeito. O que se observa no Congresso são queixas generalizadas pelo tratamento dado pelo Governo aos partidos da base.

E sem uma relação amistosa e de confiança recíproca quem leva a pior é o Governo que não consegue limpar a pauta de seu interesse na Câmara e Senado, sem aprovar nem mesmo o marco regulatório da internet.

ACHAQUE REGIONAL– O que aconteceu em Caruaru, no episódio de chantagem dos vereadores na relação com a Prefeitura, não é fato isolado. Um dos delegados que acompanha o processo deixou vazar que foi procurado por mais 10 prefeitos da região, pedindo para apurar o comportamento dos parlamentares em seus respetivos municípios. No caso de Caruaru, é preciso que a justiça puna os vereadores com a perda definitiva dos seus mandatos.

La Ursa O deputado João Paulo (PT) circulou pelo Carnaval de Olinda e não viu o prefeito Renildo Calheiros em nenhum polo de animação. Após a folia, não perdeu a oportunidade para provocar o comunista no primeiro encontro casual no aeroporto: “Acho que você estava fantasiado de La Ursa”, disse João, em direção a Renildo.

 

Pedetista isolado– O deputado Wolney Queiroz disse, ontem, em alto e bom som, que o deputado Paulo Rubem não tem a menor chance de levar o PDT para o palanque de Armando Monteiro, candidato a governador pelo bloco da oposição. “Rubem está isolado dentro do partido e a maioria pedetista está com a candidatura de Paulo Câmara (PSB)”, disse.

Com Armando- Embora reconheça que existe resistência entre os movimentos sociais, o deputado João Paulo (PT) disse, ontem, que a maioria dos principais líderes petistas já está apoiando a tese de apoio à candidatura do senador Armando Monteiro a governador. Segundo ele, a formalização da aliança com o PTB será feita no próximo dia 24.

Amigo do peito- O deputado Eduardo da Fonte, líder do bloco PP-PROS na Câmara dos Deputados, está rindo a toa: o atual vice-presidente da CEF, Gilberto Occhi, que vai assumir o Ministério das Cidades no lugar de Aguinaldo Ribeiro, integra o seu grupo em Brasília. São tão próximos que batem ponto quase todos os dias num mesmo restaurante.

 

 

 

 

CURTAS

APRESSADINHO– O Governo cuidou de esclarecer que não enviou convite ao prefeito de Garanhuns, Izaias Régis (PTB), simplesmente porque não estava ainda confirmada a programação oficial com a presença do governador Eduardo Campos. Deu a entender que Régis pisou na bola.

POSSE ADIADA–Suplente do ex-deputado Sérgio Guerra, o deputado André de Paula, presidente estadual do PSD, está ainda tão deprimido com a morte de Guerra que não foi a Brasília ontem para tomar posse. Adiou para hoje. Seu juramento no plenário da Casa está marcado para as 15h30m.

Perguntar não ofende: a Câmara aprova o marco civil da internet?

''É melhor um bocado seco, e com ele a tranqüilidade, do que a casa cheia de iguarias e com desavença''. (Provérbios 17-1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Pereira da Silva

A Dilminha tem 99,999999999 de aceitação, porém, não vai fazer nenhum discurso na abertura da copa com medo de levar outra vaia... hahahahahahahahahahahahahaha

maristela cavalcanti

O Prefeito de Olinda só aparece de fato quando interessa.

Conceição

André, deprimido???

milton tenorio

La Ursa.....KKKKKKKK...Esse pessoal do PCdoB é uma piada..


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores