Congresso Nordestino de Educação Médica

18/07


2019

Bolsonaro cita ex-embaixador nomeado por Lula

O presidente Jair Bolsonaro mencionou a nomeação de um ex-deputado federal do PT pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir a Embaixada do Brasil em Cuba, em 2003, ao justificar a intenção de indicar seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para chefiar a missão diplomática brasileira nos Estados Unidos.

“Olha só, o que você tem que ver na questão da indicação... Por exemplo, olha só: o Tilden Santiago não foi reeleito em 2002, foi ser embaixador em Cuba. Ninguém falou nada”, declarou o presidente, na manhã de hoje, na saída do Palácio da Alvorada, sua residência oficial.

Um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores, pelo qual foi deputado federal entre 1995 e 2002, Santiago se candidatou ao Senado naquele ano, mas ficou em terceiro lugar, sendo indicado por Lula para a embaixada em Havana no ano seguinte. Desde sua saída do posto, em 2007, apenas diplomatas de carreira se tornaram embaixadores do Brasil. Em 2010, o ex-parlamentar foi eleito segundo suplente na chapa de Aécio Neves (PSDB-MG) ao Senado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/07


2019

TCE rejeita contas do município de Correntes

Em reunião, Auditores do Tribunal de Contas de Pernambuco votam pela rejeição das contas do município de Correntes, no Agreste, no exercício fiscal de 2015 do prefeito Edimilson da Bahia de Lima Gomes. O parecer com a recomendação do TCE- PE segue para a Câmara de vereadores do Munícipio.  Esta já é a segunda recomendação de rejeição enviada pelo Tribunal de Contas a Câmara de Vereadores de Correntes. Às contas do exercício de 2014 também foram rejeitadas pelo Tribunal.

Entre as irregularidades apontadas pelo tribunal de contas está a extrapolação no limite de despesa com pessoal, nível de transparência crítico e o não atendimento a Lei Orçamentária Anual.  No relatório que desaprova as contas de 2014, os motivos são ainda mais graves tais como, fraude em licitações e pagamentos por serviços não prestados principalmente na educação e saúde do munícipio.

O grupo de oposição ao prefeito de Correntes tem cobrado dos órgãos e da justiça à apuração dos fatos. O prefeito Edimilson da Bahia de Lima Gomes foi denunciado criminalmente em 2017 pelo Ministério Público Federal por desvio de verbas do Fundeb, em dezembro foi denunciado à Policia Federal com base no processo do Tribunal de Contas que apurou o desvio de verbas e irregularidades no exercício de 2014.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/07


2019

A dobradinha que vai furar muito

Este blogueiro e colunista político da Folha e a companheira Roberta Jungmann, colunista social do mesmo jornal, já estamos no batente há muitos anos.

Só em Brasília, onde estou costumeiramente, morei 15 anos, tendo o Congresso servido de formidável universidade. Já Roberta assumiu por muito tempo a coluna social do Jornal do Commercio, saindo de lá para a Folha, sendo hoje referência de grande furona.

Por sermos carimbados e experientes só postamos ontem o fim do noivado do deputado João Campos com Lara, filha do ex-prefeito de Ipojuca, Carlos Santana, e da deputada Simone Santana, depois de confirmamos com fontes das famílias envolvidas. E olha que eu estava sabendo do caso há 15 dias.

Jornalismo se faz assim.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/07


2019

Em tempo de apagar incêndio, Paulo chama Carreras

Folha Política

O deputado federal Felipe Carreras embarca, hoje, para viagem de férias com três das quatro filhas. Segue para Argentina, onde sob a neve, o clima estará, naturalmente, mais frio do que aqui. Antes que Carreras pegasse o voo, no entanto, o governador Paulo Câmara acionou o “extintor de incêndio” e o convidou para um almoço no Palácio do Campos das Princesas. Foram à mesa ontem.

O aceno do gestor estadual se dá em momento delicado no PSB. Segundo pessoas próximas ouvidas pela coluna, Carreras anda bem chateado com o tom adotado pelo presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, em relação ao voto dado por ele a favor da Reforma da Previdência. Interlocutores dizem que o incômodo do parlamentar se dá a ponto de ele pensar em tudo, inclusive em deixar a sigla. Vai aguardar, no entanto, o julgamento do Conselho de Ética.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/07


2019

Casa do Estudante de Sanharó tem energia cortada

Desde a quarta-feira da semana passada, dia 10 de julho, a Casa do Estudante de Sanharó, localizada na Rua Marquês Amorim, bairro da Boa Vista, no Recife, teve o seu fornecimento de energia elétrica cortado pela Celpe por falta de pagamento.

A casa abriga estudantes residentes no interior que vêm para o Recife estudar e o pagamento da conta de energia é de responsabilidade da Prefeitura de Sanharó

Alguns dos estudantes que moram na residência conseguiram se alojar em casas de parentes ou amigos, aguardando uma solução. Outros ainda estão no local, no escuro e no calor. Os alunos já comunicaram o corte à Prefeitura, mas, até o presente momento, não foi tomada nenhuma providência para o religamento


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/07


2019

DER conclui mais um trecho das obras da BR-101

A Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), liberou ao tráfego, na manhã de hoje, de mais um trecho da pista principal da BR-101 sentido Sul, com extensão de 400 metros, nas imediações da fábrica da Coca-Cola, bairro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes. A conclusão total da pista principal está prevista para o final deste ano. Atualmente, mais de 95% dos serviços previstos pelo cronograma das obras da pista principal de restauração e requalificação do Contorno do Recife foram finalizados.

A obra da BR-101 compreende um trecho com extensão de 30,7 quilômetros, que vai de Jaboatão dos Guararapes até a divisa dos municípios de Abreu e Lima e Paulista, na Região Metropolitana do Recife. As ações estão sendo realizadas em todo pavimento através do reforço nas camadas de suporte e asfáltica, com reforço na sinalização provisória, além da melhoria em toda a estrutura do sistema de drenagem viária. Todo o trabalho busca minimizar os impactos do trânsito nos trechos em obras.

Considerada a maior intervenção de infraestrutura viária no Estado, a obra desse trecho da BR-101 já está proporcionando mais conforto e segurança aos 60 mil usuários que circulam diariamente pela via, possibilitando o aumento da fluidez do trânsito e a redução do tempo da viagem. Além disso, há significativa melhora no transporte de toda produção oriunda do comércio e das indústrias de Pernambuco e de outros estados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/07


2019

Flávio reduz Moro à condição de atração turística

Blog do Josias

Graças à movimentação do senador Flávio Bolsonaro, Sergio Moro ganhou um novo sentido para permanecer à frente do Ministério da Justiça. Incorporou-se à paisagem de Brasília como atração turística. Em seis meses e meio de gestão, todos os objetivos do ministro subiram no telhado. Mas ele vive uma metamorfose que surpreende os amigos e diverte os inimigos.

Com a decisão do Congresso de arrancar o Coaf do organograma da sua pasta, Moro perdeu o elã. A prioridade à reforma da Previdência, em detrimento do pacote anticrime, roubou-lhe a sensação de utilidade. O vazamento das mensagens trocadas no escurinho do Telegram transformou-o em frequentador de estádios de futebol. Tudo muito distante dos planos originais.

Quando muitos começavam a questionar a presença de Moro em Brasília, sobreveio a novidade: a pedido do Zero Um, Dias Toffoli, o presidente do Supremo, expediu uma liminar que converte o Coaf em órgão decorativo. Perto do esforço do filho do presidente para abafar o escândalo que o enreda, a articulação feita pelo centrão para devolver o Coaf ao Ministério da Economia é coisa de amadores.

Dizia-se que, mesmo sob Paulo Guedes, o Coaf continuaria submetido ao objetivo primordial de Moro: seguir o dinheiro. A cruzada do primogênito do presidente contra o órgão de controle pede uma redefinição. Ficou entendido que, sob Bolsonaro, o papel do Coaf não é mais o de repassar para o Ministério Público dados sobre movimentações bancárias de vidro como as de Flávio e do faz-tudo Fabrício Queiroz.

Dias antes de sentar-se na cadeira de ministro, Sergio Moro afirmara: "Eu não assumiria um papel de ministro da Justiça com o risco de comprometer a minha biografia, o meu histórico”. Instado a explicar o seu papel na fixação de novos padrões éticos no governo de Bolsonaro, o ex-juiz declarou o seguinte:

"Defendo que, em caso de corrupção, se analisem as provas e se faça um juízo de consistência, porque também existem acusações infundadas, pessoas têm direito de defesa. Mas é possível analisar desde logo a robustez das provas e emitir um juízo de valor. Não é preciso esperar as cortes de Justiça proferirem o julgamento".

Um frêmito percorreu a espinha das autoridades que ouviram, com temor quase reverencial, as palavras de Moro. Entretanto, depois que a relevância turística do ex-magistrado superou sua dimensão técnica, todos podem observá-lo sem receio. Moro tornou-se inofensivo.

O ministro Marcelo Alvaro Antonio (Turismo), por exemplo, a despeito da fama de administrador do laranjal do PSL em Minas Gerais, já coabitava com Moro as mesmas fotos de reuniões ministeriais como se posasse ao lado das cataratas de Iguaçu, onde o perigo é apenas presumido. Agora, a proximidade com primogênito de Bolsonaro dá a Moro uma aparência de Vênus de Milo. O silêncio do ministro estimula o debate sobre a forma como ele perdeu os braços.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Ilegalidade de Moro levou parceiro de Deltan a ver caos e jogo para plateia. Reportagem publicada pela Folha nesta quarta, em parceria com o site The Intercept Brasil, evidencia o desrespeito à já ruim lei das delações premiadas, a 12.850, e demonstra, de maneira cabal e insofismável, que o então juiz Sérgio Moro tinha o comando da Lava Jato. Diálogos inéditos travados por procuradores da operação revelam que a agressão à ordem legal era consciente, determinada e organizada.



18/07


2019

Cofres municipais recebem segundo decêndio do FPM

Os Municípios brasileiros recebem, amanhã, o segundo decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Será creditado nas contas municipais o montante total de R$ 798.960.237,90, já descontado a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, incluindo o Fundeb, o montante é de R$ 998.700.297,38.

Dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) mostram que o 2º decêndio de julho de 2019, comparado com mesmo decêndio do ano anterior, apresentou crescimento de 9,14% em termos nominais, ou seja, que não consideram os efeitos da inflação. Já o acumulado do mês, em relação ao mesmo período do ano anterior, teve crescimento de 14,42%.

Quando o valor do repasse leva em conta a inflação do período, comparado ao mesmo período do ano anterior, o crescimento é de 5,93%. Com relação ao acumulado do ano, verifica-se que o valor total do FPM vem apresentando crescimento positivo.

Base de cálculo – No 2º decêndio, a base de cálculo é dos dias 1 a 10 do mês corrente. Esse decêndio geralmente é o menor do mês e representa em torno do 20% do valor esperado para o mês inteiro. A soma do 1º e 2º decêndio mostra que o fundo está em crescimento de 11,06% dentro do mês, se comparado ao mesmo período de 2018, levando-se em conta a inflação do período.

O total repassado aos Municípios no período de janeiro até o 2º decêndio de julho de 2019, apresenta crescimento de 7,51% em termos nominais (sem considerar os efeitos da inflação) em relação ao mesmo período de 2018.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha