Faculdade de Medicina de Olinda 2

12/10


2019

Corrêa: política do Brasil em relação aos EUA é ingênua

Política de Bolsonaro em relação aos EUA é ingênua, diz embaixador.

Foto: Bolsonaro e Trump/fonte: Brasil247

O Globo - Da coluna de  Ancelmo Gois
Por Nelson Lima Neto

 

O embaixador Seixas Corrêa, um dos mais experientes diplomatas brasileiros e sogro do atual chanceler Ernesto Araújo, ainda em julho, disse à “Época” que a política de Bolsonaro e do genro em relação aos EUA era “ingênua”: “Os americanos só nos deram atenção especial quando estávamos diante do risco do que era visto como um golpe de esquerda na década de 60. 

Fora isso, eles têm uma certa benevolência, mas nunca nos deram nada. Nunca, jamais... Nem nunca darão. Eles só dão quando têm seus interesses econômicos, políticos ou de segurança afetados”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Detran

12/10


2019

Punição para acesso injustificado a dados de contribuintes

Parlamentares discutem punir o acesso injustificado a dados de contribuintes.

Foto: REUTERS/Adriano Machado/Fonte:Brasil247

Folha de S. Paulo - Painel
Por Daniela Lima

 

Em reuniões nesta semana, parlamentares discutiram aproveitar a troca de guarda na Receita para levar ao governo proposta de criação de um código de defesa do contribuinte. Tese semelhante já foi defendida pelo ex-ministro Jorge Bornhausen.

A ideia é inserir na proposta dispositivo que preveja punição para o acesso injustificado a dados fiscais. Para fazer o projeto andar, os parlamentares querem envolver empresários e o ministro Paulo Guedes (Economia) na discussão.

Nos últimos meses, o inferno astral político da Receita foi agravado com as acusações de devassas em contas de autoridades, entre elas ministros do Supremo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

13° Bolsa Familia

12/10


2019

EBC censura imagem de Marielle na TV Brasil

EBC censura imagem de Marielle em programa da TV Brasil. Desenho da vereadora era mostrado por cinco segundos.

Após TV estatal exibir imagem de Marielle, chefe foi demitido e programa foi cancelado Foto: Reprodução/TV Brasil

Época - Coluna do Guilherme Amado 
Eduardo Barretto

 

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) censurou uma imagem de Marielle Franco em um programa da TV Brasil.

Um especial sobre Jackson do Pandeiro foi ao ar no programa Antenize, da TV Brasil, em 31 de agosto. Em seguida, foi publicado no YouTube, como de costume.

Por cinco segundos, a câmera focaliza livros de cordel, com capas em xilogravura.

Entre eles, havia o desenho da vereadora assassinada no ano passado — ao lado da figura do próprio Jackson do Pandeiro, o homenageado.

Uma semana após a veiculação, o diretor de programação da EBC, Vancarlos Alves, foi demitido, no que foi interpretado por alguns funcionários como uma retaliação ao uso da imagem da vereadora. Alves só ficou três meses no cargo.

Depois de duas semanas, no dia 23 de setembro, a TV Brasil publicou outra versão para seu canal no Youtube, agora sem a imagem de Marielle Franco. A antiga foi excluída.

No dia seguinte, a produção do programa foi informada de que o Antenize havia saído da grade. O programa segue sem ser exibido.

No horário em que era transmitido o Antenize, sábado às 21h30, a estatal veicula o Recordar é TV.

Assista ao vídeo com o antes e depois do corte aqui: VídeoEBC censurou imagem de Marielle em programa da ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

12/10


2019

Equipe econômica poderá fatiar reforma tributária

Cresce aposta de que equipe econômica vai fatiar a reforma tributária.

Foto: José Cruz/Agência Brasi

Folha de S. Paulo - Painel
Por Daniela Lima

 

Voltou a ganhar força a aposta de que a Economia deve fatiar sua proposta de reforma tributária.

Em um primeiro momento, trataria apenas dos tributos federais, notadamente o PIS/Cofins, tema exaustivamente testado pela Receita. O restante só em 2020.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/10


2019

Febraban: cadastro eleva concorrência no crédito

Cadastro positivo

Cadastro positivo eleva concorrência no crédito, diz presidente da Febraban. Murilo Portugal afirma que juros e inadimplência devem cair no médio prazo.

Foto: Roberta Namour

Folha de S. Paulo - Painel S.A.
Por Joana Cunha

 

Murilo Portugal, presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), vê no cadastro positivo um cenário de competição mais acirrada com as fintechs e as empresas do mercado de crédito.

O presidente da entidade dos bancos se mostra otimista. Ele afirma que a concorrência vai estimular a produtividade das instituições e projeta queda na taxa de juros dos bancos com aumento na aprovação de crédito, mas só a médio prazo. 

"Os bancos são irmãos siameses da economia. Se uma grande varejista conseguir dar melhor crédito, vai ser bom para as instituições financeiras que trabalham com ela."

Murilo Portugal, presidente da Febraban


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Magno coloca pimenta folha

12/10


2019

Governo Federal vai colocar à venda 42 imóveis

Plano é arrecadar até R$ 480 milhões em primeiro edital

Secretário especial de Desestatização, Salim Mattar/Foto:Arquivo/Agência Brasil

Folha de S. Paulo - Painel S.A.
Por Joana Cunha

 


O esforço para vender imóveis da União, um mantra repetido pelo secretário de desestatização Salim Mattar desde o começo do ano, vai começar. O governo quer lançar neste mês um edital para se desfazer de 42 imóveis, na tentativa de arrecadar até R$ 480 milhões. Entre eles está a casa que foi oferecida a Paulo Guedes em Brasília mas o ministro rejeitou. Também há propriedades em Alagoas, São Paulo, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas, Goiás e Bahia.

O portfólio tem terrenos, casas, apartamentos, prédios e salas comerciais.

Não é a primeira vez que a gestão atual lança edital para vender bens da União. Uma tentativa discreta foi feita em agosto, com três imóveis, mas só um foi vendido, por R$ 18 milhões. Um dos que sobraram, em Barueri, volta no novo edital.

No governo, os envolvidos na iniciativa dizem que o primeiro edital foi apenas um teste para sentir a temperatura do mercado e que a expectativa para a próxima rodada é maior. 

A União tem mais de 750 mil imóveis com valor contábil acima de R$ 1 trilhão. O desejo do governo é arrecadar R$ 36 bilhões até 2022 com a venda de 3.800 imóveis.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

12/10


2019

Presidente do BID fala sobre embaixada dos EUA

Diplomacia do hambúrguer

Zé Carioca | Reprodução
O Globo Por Ancelmo Gois 

 

Luis Alberto Moreno, presidente do BID, em entrevista a Roberto D’Avila, da “Globo News”, que vai ao ar segunda, disse que é muito mais importante para um embaixador em Washington “ter bons contatos no Congresso do que... na Casa Branca”. Moreno sabe o que diz. Foi embaixador da Colômbia nos EUA por sete anos.
 

Como se sabe, a amizade de Bolsonaro com Trump não evitou que os EUA preferissem a Argentina — e não o Brasil —para uma vaga na OCDE, o clube dos bacanas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/10


2019

Diretor do BNDES pressionou colegas e ficou isolado

Diretor André Laloni, que se afastou do BNDES, pressionou colegas e ficou isolado.

Foto/fonte: Brasil247

Da Folha de S. Paulo - Painel 
Por Daniela Lima

 

A situação de André Laloni, o diretor que, como revelou o Painel, se afastou do BNDES nesta sexta (11), era considerada frágil por colegas da instituição há dias.

Segundo relatos, na reunião de diretoria que selou sua derrota na tentativa de vender sumariamente ações do Banco do Brasil em posse do BNDES, Laloni pressionou e cobrou com veemência os demais diretores, alegando que o prazo de decisão era imediato. Não caiu bem.

A maioria decidiu seguir o parecer jurídico que recomendava obediência aos ritos internos para acionar a venda. Nesta sexta (11), a cúpula do banco se comprometeu com o corpo técnico a seguir a governança do BNDES.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha